Substituição ou reparação de pára-brisas

 

O para-brisas é o vidro dianteiro do carro e, precisamente por causa da sua posição, é essencial que esteja em perfeitas condições para garantir a segurança do motorista e de todos os passageiros a bordo. A sua função é proteger o habitáculo de todos os elementos atmosféricos, como o sol, a chuva, a neve e o vento.

 

Ao mesmo tempo, o para-brisas permite manter a visibilidade em qualquer circunstância, sendo imprescindível para circular com segurança em todos os tipos de estradas e todos os tipos de condições climáticas.

 

O para-brisas é feito de vidro, mas pode ter características particulares, podendo ser temperado ou laminado.

 

O material usado para fabricar o para-brisas é, geralmente, muito resistente, mas, mesmo assim, o vidro pode ser danificar-se. As causas dos danos, geralmente, não se devem aos condutores ou a um uso incorreto do veículo e na maior parte das vezes nem se devem a acidentes de trânsito.

 

Muitas vezes, basta que, durante a marcha, uma pedra seja levantada pelos pneus de um veículo que circula à nossa frente a alta velocidade, e que essa pedra bata e lasque o vidro. Os danos também podem ser causados por granizo ou chuva forte. Esses danos podem começar com uma pequena lasca, mas podem atingir uma gravidade importante, causando a quebra do para-brisa, dos vidros laterais ou até do vidro traseiro.

 

Às vezes, não é dada a necessária atenção a um o dano sofrido e um para-brisas ligeiramente lascado permanece nesse estado por longos períodos. Com o passar do tempo, devido às vibrações contínuas causadas pela marcha do veículo e à força do ar exercida no vidro durante a marcha, os danos que pareciam de pouca importância podem tornar-se num problema mais sério ao ponto de o vidro poder ficar rachado, danificando-se irremediavelmente.

 

Deve ter em mente que se isto acontecer enquanto está a conduzir, será inesperadamente surpreendido com a aparição de fendas no vidro que podem ter o clássico formato de uma densa teia de aranha que o impedirão de ver a estrada. Este possível acontecimento representa um grande problema de segurança para o motorista do veículo, para os seus passageiros e para todos os outros carros que viajam na mesma estrada.

 

Por esse motivo, quando há um dano causado no para-brisas, seja ele qual for, deve-se intervir de imediato, porque mesmo um pequeno e insignificante dano reduz significativamente a resistência do vidro e cria as condições para uma consequente quebra.

 

Note que o mesmo regulamento que regula as leis da estrada proíbe a utilização de veículos a motor com para-brisas danificados.

 

Pelos motivos expostos, o melhor é colocar o seu veículo imediatamente nas mãos de profissionais capazes de avaliar a gravidade dos danos e prosseguir com o reparo ou substituição do para-brisas, se necessário.

 

Com técnicas modernas, o reparo ou a substituição dos vidros tornou-se numa operação muito rápida. O tempo necessário para reparar um para-brisas, por exemplo, é apenas meia hora, porque o dano, normalmente, resolve-se com facilidade e em tempos muito curtos.

 

Além disso, nos dias de hoje, as apólices de seguro cobrem, em cerca de 99% dos casos, o custo da reparação; e em 90% dos casos os custos com a substituição em caso de quebra dos outros vidros.

 

Caso a sua apólice de seguro cubra todas as partes de vidro do seu veículo (para-brisas, janelas laterais ou traseiras), a abertura do processo e a reparação ou substituição deve ser realizada na oficina que trabalha com o seu seguro para evitar as aborrecidas e complicadas questões burocráticas.

 

Nas oficinas Driver Center, a avaliação de danos no para-brisas é realizada por um técnico especializado e competente, que submeterá o veículo a uma exaustiva revisão. Normalmente, antes de se efetuar a substituição é tentado, um primeiro lugar, a reparação do para-brisas. Todavia, tudo dependerá da gravidade do dano. Geralmente, se uma rachadura ou fenda não exceder os 2,5 cm, é feita uma tentativa de reparação. No entanto, o dano não deve estar próximo à borda do vidro ou no campo de visão do condutor. Além disso, se os danos consistirem em várias fendas, é preferível substituir o para-brisas em vez de repará-lo.

 

A substituição consiste na remoção do vidro que sofreu o dano para poder montar um novo. A desmontagem é realizada com técnicas e ferramentas que permitem trabalhar com total segurança e que evitam possíveis danos à carroçaria.

 

Após remoção do vidro, procede-se à limpeza da armação do mesmo. Removem-se todos os resíduos de cola e o novo para-brisas é preparado para se prosseguir com a aplicação dos adesivos e a instalação. Os produtos utilizados são da mais alta qualidade e são os mesmos que se utilizam nas linhas de montagem dos fabricantes.

 

Nas oficinas Driver Center, terá a garantia de que o seu para-brisas danificado será substituído por um da mesma qualidade que o anterior. Os vidros usados para a substituição estão em conformidade com os altos os padrões dos fabricantes do material original e são certificados para garantir a qualidade do produto.

 

VIDROS FUMADOS

Uma forma de aumentar a segurança dentro do compartimento de passageiros é a aplicação de vidros fumados. Estas peliculas especiais garantem que, em caso de quebra do vidro, os fragmentos fiquem presos e não se espalhem. Indubitavelmente, este é um aspeto de particular relevância, pois o motorista e os passageiros não correm o risco de serem feridos por lascas de vidro.

 

Essas películas também podem ajudar a reduzir o consumo. Os vidros fumados aumentam o conforto dentro do habitáculo, pois contribuem para a redução do calor gerado pela luz do sol e, portanto, não será necessário utilizar o ar condicionado com tanta frequência, o que, por seu turno, diminuirá o consumo de combustível.

 

Além disso, os vidros fumados também aumentam a privacidade, limitando a capacidade de ver para dentro do habitáculo.

 

Há ainda uma maior proteção do interior da cabina no que toca à luz, calor e raios UV, três elementos que são responsáveis pelo desgaste mais acentuado dos componentes presentes no interior dos veículos. A luz, por exemplo, faz com que as cores dos estofos desbotem, pelo que proteger esses componentes da luz aumenta o valor e melhora a estética do veículo. A cor da película pode ser clara ou escura.

 

ESCOVAS

É conveniente substituir as escovas dos limpa-vidros todos os anos, pois o desgaste das mesmas impossibilita uma boa visibilidade em situações de condições climáticas adversas.

 

Mas não é só, além de prejudicar a segurança na condução, se as escovas estiverem muito desgastadas, podem arranhar o vidro do para-brisas, que além do incómodo causado a níveis visuais, pode causar danos mais sérios com o passar do tempo ou até mesmo comprometer a possibilidade de passar na inspeção periódica do veículo.

 

Se o para-brisas estiver lascado, pode danificar as escovas do dos limpa-vidros de forma irreparável. Além de uma limpeza deficiente do vidro, as escovas desgastadas podem também acumular outros detritos e danificar ainda mais o para-brisas, que pode ter sido montado recentemente.

 

Por esse motivo, as escovas dos limpa-vidros devem ser substituídas uma vez por ano, ou mais frequentemente - no caso de efetuar muitos quilómetros-, e também quando efetuar a substituição do para-brisas ou do vidro traseiro.

 

Os mecânicos das oficinas Driver Center saberão aconselhar a melhor marca para a troca das escovas, estarão ao seu dispor para lhe prestar uma assistência completa e abrangente.

 

SERVIÇO DE REPELENTE DE ÁGUA

O serviço de repelente de água dos centros especializados Driver Center baseia-se na aplicação de uma película invisível que impede a água de tocar nos vidros fumados, melhorando a visibilidade em condições climáticas adversas. Este serviço:

  • Melhora a repelência à água;
  • Melhora a visibilidade;
  • As escovas conseguem limpar mais facilmente;
  • É eficaz em qualquer tipo de vidro fumado;
  • Retarda a acumulação de sujidade dos vidros fumados.